Militares participantes da Operação “Obangame Express 2022”

O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, participou, entre 12 a 17 de março, da fase de mar da Operação “Obangame Express 2022”, tendo realizado exercícios com as Marinhas da Namíbia, Angola, Congo e República Democrática do Congo.

Durante os exercícios, o navio operou com os navios NS “Elephant” (Namíbia), P202 “N’zinga Mbandi” (Angola), P202 (Congo) e P141 “Moliro” (República Democrática do Congo). Foram geradas abordagens colaborativas e não colaborativas para cenários simulados de suspeitas de atividades de pesca ilegal, imigração ilegal, tráfico de drogas e de armas, pirataria, contrabando, sequestro e roubo armado.

blank
NPaOc “Amazonas”, ao fundo, durante os exercícios realizados na
Operação “Obangame Express 2022”

O Destacamento de Mergulhadores de Combate foi utilizado para o cenário de abordagem não colaborativa, visando ao controle do figurativo contato de interesse, para o embarque do Grupo de Visita e Inspeção (GVI). Em outros exercícios, os GVI dos navios embarcaram no NPaOc “Amazonas”, este como contato de interesse, e foram acompanhados pelos militares do navio.

Os exercícios foram fundamentais para desenvolver a confiança e a capacitação das Marinhas envolvidas, contribuindo para o incremento da segurança marítima naquela região e para o estreitamento dos laços de amizade entre os países participantes.

GVI do Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas” a bordo do NS “Elephant” durante
exercício de abordagem em contato de interesse
Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui