Google News

Um análise de documentos antigos feita pelo italiano Paolo Chiesa, especialista em literatura medieval, afirma que marinheiros italianos sabiam da existência da América ao menos 150 anos antes de sua “descoberta” pelo genovês Cristóvão Colombo, em 1492.

A informação está em um documento chamado Cronica Universalis, escrito em 1345 por um frei milanês chamado Galvaneus Flamma. Segundo o site Phys, o texto, que só foi descoberto em 2013, sugere que marinheiros de Gênova já sabiam, a partir de fontes islandesas, da existência de uma terra chamada Markland ou Marckalada.