blank
Comitiva da Marinha do Brasil realiza apresentação sobre o PEM - 2040

Google News

A Marinha do Brasil participou, no período de 2 a 5 de maio, em Mayport e St. Augustine – Flórida, da 16ª edição do Comitê Naval Operativo (CNO) / Maritime Staff Talks (MST) entre Brasil e Estados Unidos.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

A comitiva brasileira, composta por Oficiais do Estado-Maior da Armada (EMA) e do Comando de Operações Marítimas e Proteção da Amazônia Azul (COMPAAz), foi chefiada pelo Subchefe de Operações do Comando de Operações Navais e Comandante de Operações Marítimas e Proteção da Amazônia Azul, Contra-Almirante Gustavo Calero Garriga Pires. Já comitiva estadunidense, composta por representantes da Guarda Costeira dos EUA (USCG), do Comando das Forças Navais da África (USNAVAF), do Comando das Forças de Fuzileiros Navais do Comando Sul (MARFORSOUTH), do USNAVSO e de organizações voltadas para os programas militares internacionais de treinamento, educação e negócios daquele país, foi chefiada pelo Comandante das Forças Navais do Comando Sul (USNAVSO) e da 4ª Esquadra da Marinha dos EUA, Contra-Almirante Aiken.

No dia 2 de maio, a comitiva brasileira realizou visita ao LCS Training Facility, Centro de Treinamento exclusivo para as tripulações dos Littoral Combat Ships (LCS) da classe Freedom, sediados na Base Naval de Mayport. O Centro, inaugurado em 2021, como parte do projeto LCS da US Navy, possui simuladores de passadiço (full mission e outros simuladores com menos recursos adaptáveis a outras plataformas) e simuladores de controle de avarias, máquinas, sistemas eletrônicos e de combate, e tem como missão a qualificação individual (Train-to-Qualify) e certificação por equipes (Train-to-Certify) das tripulações dos navios daquela classe.

blank
Almirantes Aiken e Garriga assinam a Ata do XVI CNO/MST

Entre os dias 3 e 5 de maio, no Quartel-General da Guarda Nacional da Flórida, em St. Augustine, os participantes do CNO/MST discutiram e aprovaram temas de interesse comum. Ambas as delegações proferiram palestras sobre suas Marinhas, tendo como destaque as apresentações sobre o PEM – 2040 e sobre o Plano de Engajamento Bilateral pela comitiva brasileira e as apresentações sobre Consciência Situacional Marítima, uso do SEAVISION e Cooperação no Golfo da Guiné pelo lado dos EUA.

O evento foi importante para incrementar a cooperação entre as Marinhas nos diversos níveis, com foco na segurança regional, promoção da paz e estabilidade e prosperidade no Atlântico Sul, bem como serviu para reforçar os laços históricos de amizade existentes entre os dois países.