A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6º Distrito Naval, marcou presença na V Reunião da Comissão Mista Bolívia-Brasil do Sistema Tamengo, realizada em 7 de junho em Puerto Quijarro, Bolívia. O evento, que reuniu autoridades de ambos os países, focou na elaboração de estudos para aprimorar a navegação no Canal Tamengo.

Objetivos e Importância da Reunião

A Comissão Mista Bolívia-Brasil do Sistema Tamengo tem como principal objetivo elaborar estudos e propor iniciativas para o desenvolvimento da navegação fluvial no Canal Tamengo, uma via crucial para o transporte e comércio entre os dois países. A importância do canal reside na sua capacidade de conectar importantes regiões fluviais, facilitando o escoamento de produtos e promovendo a integração econômica e social entre Brasil e Bolívia. O encontro em Puerto Quijarro reforçou a necessidade de cooperação bilateral para garantir que o canal continue a ser uma rota segura e eficiente para o transporte fluvial, beneficiando as economias e as populações de ambos os países.

Participação Brasileira na Reunião

A delegação brasileira foi liderada por Daniel Falcon Lins, Chefe da Divisão da Bolívia, Equador, Paraguai e Peru do Ministério das Relações Exteriores. Além da Marinha do Brasil, representada pelo Comando do 6º Distrito Naval, a delegação incluiu representantes da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Ministério do Meio Ambiente e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Da Marinha, participaram o Comandante do 6ºDN, Contra-Almirante Alexandre Amendoeira Nunes, o Capitão dos Portos do Pantanal, Capitão de Fragata Marcelo Pinto Werneck, o Diretor do Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, Capitão de Fragata Felipe Tangari, e o Encarregado da Seção de Assuntos Marítimos do Com6ºDN, Capitão de Corveta Richard de Araújo Sarmento. A presença dessas autoridades foi essencial para discutir e apresentar contribuições significativas nas áreas de navegação e hidrografia, além de estreitar laços com as autoridades bolivianas.

Resultados e Próximos Passos

Durante a reunião, foram discutidos diversos temas relacionados ao desenvolvimento do Canal Tamengo, incluindo a melhoria das infraestruturas fluviais, a implementação de novas tecnologias de navegação e a preservação ambiental da região. As conclusões do encontro apontaram para a necessidade de um planejamento conjunto e contínuo, com a implementação de projetos que beneficiem diretamente a navegação e a segurança fluvial. A Comissão Mista estabeleceu um compromisso de dar continuidade aos estudos e trabalhos iniciados, promovendo novas reuniões e mantendo um diálogo aberto entre Brasil e Bolívia. Os próximos passos incluem a realização de novos estudos técnicos e a aplicação das propostas discutidas, visando um desenvolvimento sustentável e eficiente do Canal Tamengo.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui