Marinha celebra Dia da Ciência, Tecnologia e Inovação

blank
Créditos: Amazul

Evento realizado dia 28 de abril no Clube Naval de Brasília celebrou o Dia da Ciência, Tecnologia e Inovação na Marinha. A data é comemorada em 22 de abril, em homenagem ao nascimento do Almirante Álvaro Alberto, pioneiro do Programa Nuclear Brasileiro, um dos programas dos quais a Amazul participa.

Estiveram presentes à cerimônia o comandante da Marinha, Almir Garnier Santos, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, almirante de esquadra Marcos Sampaio Olsen.

No evento, organizado pela Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, foi feita a entrega do Prêmio “Soberania pela Ciência” e o lançamento da 32ª edição da revista Pesquisa Naval. Presente ao encontro, o secretário-executivo do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, Leonidas Medeiros, destacou projetos em que o MCTI e a Marinha atuam em colaboração, como o Proantar e o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico Vital de Oliveira. “Eu quero realçar a contribuição imensurável da Marinha, assim como do Exército e da Aeronáutica, para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil. A Marinha é uma grande parceira na área de pesquisa”, disse o secretário.

“Registro o desejo do ministro Marcos Pontes no fortalecimento de nossa parceria com a Marinha na área nuclear, assim como com o Ministério de Minas e Energia”, disse o secretário, que também realçou a importância da assinatura da criação da Autoridade Nacional de Segurança Nuclear (ANSN) e a necessidade dos trabalhos relacionados ao Reator Multipropósito Brasileiro (RMB), projeto do qual a Amazul participa em parceria com a Comissão Nacional de Energia Nuclear.  “O RMB ajudará na produção de radioisótopos usados em diversos tratamentos de saúde, além de aplicações industriais diversas.”

Prêmio Soberania pela Ciência

Com o objetivo de reconhecer e premiar o melhor trabalho desenvolvido por pesquisadores e/ou equipe de pesquisa das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) da Marinha, para o desenvolvimento científico e tecnológico nacional, a Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM) criou o “Prêmio Soberania pela Ciência”.

Uma das agraciadas com o prêmio foi a pesquisa da equipe chefiada por Giselle Lopes, que reúne profissionais de várias entidades, com o título “Bioprospecção marinha: das ciências do mar às ciências da saúde em busca de novos compostos bioativos com potencial antineoplásico”.  “É um reconhecimento do nosso trabalho. É uma equipe grande que envolve muita gente e um incentivo para a gente continuar”, disse Giselle. Sua pesquisa estuda produtos naturais vindos do mar, no caso, as cianobactérias, também chamadas de “algas azuis”, que são organismos fotossintetizantes que se assemelham a bactérias, e sua aplicação no tratamento do câncer cerebral e futuramente em outros campos. “Queremos expandir e pesquisar o uso em antivirais e todas as possibilidades”, acrescentou a cientista. “É importante investir em ciência e pesquisa no Brasil porque a gente, os pesquisadores, consegue um incentivo para nossas pesquisas para favorecer a qualidade de vida do ser humano”, finalizou.

O pesquisador e capitão de corveta Emerson Coelho Mendonça também estava muito feliz com o prêmio. Com uma equipe pequena do Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), ele produziu o artigo “Desenvolvimento de um Veículo Submarino Autônomo de Baixo Custo Utilizando Manufatura Aditiva”. Seu trabalho é a proposta de um veículo submarino autônomo, ou seja, que não necessita de tripulação, para ser construído por uma impressora 3D. “A ideia era construir um objeto complexo, de baixo custo e em pouco tempo”, afirmou Emerson. Bastante emocionado, o cientista finalizou: “Eu fico muito feliz. É uma honra e a gente lembra, nesse momento, um pouco de nossa trajetória. Dedico esta vitória ao meu pai, que foi meu maior incentivador.”

“Ambos os projetos trazem aplicações práticas para nosso dia a dia e contribuirão para a soberania nacional”, disse o secretário-executivo do MCTI Leonidas Medeiros.

Com informações e foto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)

Fonte: Amazul04

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui