Entre os dias 7 e 10 de maio de 2024, a Major-Brigadeiro Médica Carla Lyrio Martins, Comandante da Escola Superior de Defesa, esteve presente na 53ª Conferência de Comandantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), um evento de grande relevância realizado na Universidade de Defesa Nacional em Washington, D.C., Estados Unidos. Este encontro anual reuniu líderes militares e acadêmicos de diversos países membros e parceiros da OTAN para discutir os rumos da educação em liderança militar e os desafios estratégicos futuros.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Temas Centrais da Conferência

blank

Durante a conferência, painéis liderados por especialistas exploraram profundamente temas relacionados à educação de liderança na OTAN, identificando desafios e oportunidades futuras, e delineando estratégias para preparar líderes para operar eficazmente no nível estratégico pelos próximos 75 anos. Essas discussões são fundamentais para o desenvolvimento contínuo das capacidades de liderança dentro das forças armadas dos países membros e para a adaptação às novas realidades geopolíticas e tecnológicas.

Visita à Embaixada do Brasil

Em um momento destacado da viagem, no dia 9 de maio, a Major-Brigadeiro Carla, juntamente com o Vice-Almirante Marcelo Menezes Cardoso, Comandante da Escola Superior de Guerra (ESG), foram recebidos na Embaixada do Brasil em Washington, D.C. O encontro foi coordenado por Fábio Luís Morau, Brigadeiro do Ar e Adido de Defesa e de Aeronáutica nos Estados Unidos, enfatizando a importância da colaboração entre as forças armadas brasileiras e seus homólogos internacionais, além de reforçar os laços diplomáticos.

Impacto e Significado

A participação de líderes brasileiros em eventos internacionais como a Conferência de Comandantes da OTAN não apenas reafirma o compromisso do Brasil com a cooperação militar internacional, mas também destaca o papel crescente do país em contribuições significativas para o diálogo global sobre segurança e defesa. A presença da Major-Brigadeiro Carla na conferência e sua visita à embaixada sublinham a importância da representação feminina em altos cargos de liderança, promovendo a inclusão e a diversidade nas Forças Armadas.

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).