Google News

Um sistema de inteligência artificial (IA) criado por engenheiros do Google projeta chips tão bons quanto os criados por humanos, mas num tempo mais curto do que eles levam para projetá-los. Este novo método de aprendizado da máquina é baseado em um sistema de recompensas e punições inspirado na psicologia comportamental. O planejamento de microchip foi o último grande reduto que resistiu à automação. O Google já está utilizando isso na criação de seus futuros sistemas de IA.

A revista Nature publicou pesquisa que indica que as máquinas podem fazer o mesmo ou melhor do que os humanos e muito mais rapidamente. O trabalho, liderado pelas engenheiras Azalia Mirhoseini e Anna Goldie, mostra como um método de aprendizado de máquina idealizado por elas projetou chips em menos de seis horas, igualando ou superando os parâmetros mais importantes dos humanos.

— Nossa abordagem pode gerar automaticamente desenhos básicos que são comparáveis ou superiores aos projetos humanos em benefícios, desempenho e área — afirma Goldie. — É totalmente automatizado e converge em poucas horas, enquanto especialistas humanos podem levar meses para entregar resultados.

Leia mais no Jornal O Globo

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui