Em uma cerimônia emocionante realizada na Airborne School dos Estados Unidos, o Primeiro-Sargento Rafael da Silva Vilela, do Exército Brasileiro, foi homenageado por sua dedicação e excelência como instrutor de paraquedismo. Desde sua chegada à instituição em fevereiro de 2023, Vilela tem se destacado como o único estrangeiro a atuar nessa capacidade na escola norte-americana.

Processo de Seleção e Experiência

Para se tornar instrutor na Airborne School, o Sargento Vilela passou por um rigoroso processo de seleção, que avaliou sua proficiência em idiomas e sua vasta experiência no campo do paraquedismo. No Brasil, Vilela concluiu o curso básico de paraquedismo, formou-se como mestre de salto e atuou como instrutor na Escola de Sargento das Armas. Além disso, serviu na Brigada de Infantaria Paraquedista, no Comando de Operações Especiais e participou da Missão de Paz no Haiti.

Ensino e Treinamento na Airborne School

Na Airborne School, Vilela é responsável por ministrar instruções detalhadas sobre equipagem com paraquedas, preparação de mochila e armamento para o salto, além de procedimentos dentro da aeronave, no salto, aterragem e navegação aérea. O Curso Básico Paraquedista tem a duração de três semanas, sendo dividido em semana de terra, semana de torre e semana de salto. Ao término da formação, os alunos realizam cinco saltos, incluindo saltos noturnos e com equipamento completo.

Impacto e Homenagem

Anualmente, a Airborne School forma cerca de 15 mil paraquedistas, distribuídos em 33 cursos com aproximadamente 450 alunos por turma, dos quais cerca de 2% são membros das forças armadas de países aliados. Durante a formatura de conclusão de curso, a turma prestou uma homenagem especial ao Sargento Vilela, destacando seu comprometimento e profissionalismo. Os alunos consideraram Vilela o melhor instrutor do curso, um reconhecimento significativo que reflete seu impacto positivo na formação dos paraquedistas.

Fortalecimento de Parcerias Internacionais

O Sargento Vilela ressaltou a importância de sua experiência na Airborne School para o aprimoramento das técnicas de paraquedismo do Exército Brasileiro e para o fortalecimento das relações com exércitos aliados. “É uma forma de manter o nosso Exército atualizado quanto a técnicas e procedimentos paraquedistas de infiltração para o combate. Além do desenvolvimento profissional, é possível aprender muito observando como outros exércitos trabalham”, afirmou Vilela.

Retorno ao Brasil e Contribuições Futuras

Com o retorno previsto ao Brasil no início de 2025, as habilidades e conhecimentos adquiridos pelo Sargento Vilela durante seus dois anos como instrutor nos Estados Unidos serão valiosos para capacitar novos paraquedistas do Exército Brasileiro. Sua atuação destacada não apenas eleva o nível de treinamento no Brasil, mas também fortalece as parcerias institucionais entre as forças armadas brasileiras e norte-americanas.