blank

No dia 25 de março de 2022 foi publicado, no Diário Oficial da União, o edital de Aviso De Homologação Resultado e Convocação – EGC 4.0 do Exercício Guardião Cibernético 4.0. O Instituto CTEM+ sendo habilitado para os devidos fins que, de acordo com o estabelecido nos termos do Edital.

O edital teve por objetivo selecionar pessoal do direito público ou privado, com ou sem fins lucrativos, interessadas em apoiar o Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) na preparação e execução do Exercício Guardião Cibernético 4.0.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O Exercício Guardião Cibernético é o maior exercício de defesa cibernética do hemisfério sul, o qual tem por objetivo criar um ambiente realista onde as infraestruturas críticas participantes precisam proteger seus sistemas de Tecnologia da Informação de ataques cibernéticos, contribuindo para o crescimento da resiliência cibernética das infraestruturas críticas do Brasil.

O Instituto CTEM+ é um Instituto de direito privado, sem fins lucrativos, objetivando realizar a pesquisa básica ou aplicada de caráter científico, cultural ou tecnológico e o desenvolvimento de novos produtos, serviços, soluções ou processos, nas áreas de tecnologias críticas, difundir os conceitos doutrinários da Escola Superior de Guerra, apoiar as Forças Armadas, o Sistema Brasileiro de Inteligência, as Forças de Segurança Pública, e ainda, atuar no desenvolvimento da Política Nacional de Defesa e da Estratégia Nacional de Defesa, Segurança e Defesa Cibernética, por meio da realização de atividades afins, assemelhadas ou correlatas, assim como com objetivos educacionais destinados ao fortalecimento do Poder Nacional.

Os Diretores e os pesquisadores de Segurança e Defesa Cibernética do Instituto CTEM+ são membros da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra integrando esforços na busca do desenvolvimento nacional.

Instituto CTEM+ é presidido pelo Giovani Mariotto e a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra pelo Cel Antônio Celente.

Com a guerra do Leste Europeu o Instituto CTEM+ e a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra realizaram um “Debate sobre Guerra Cibernética” para a comunidade nacional e consequentemente posicionar o esmero do Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) na preparação e execução do Exercício Guardião Cibernético 4.0.

Neste “Debate sobre Guerra Cibernética” temos no vídeo exposições dos pesquisadores Richard Guedes e Alexandre Pinheiro e no inicio seus currículos e nossas apresentações. Alexandre Pinheiro na tela agrega o Instituto CTEM+ e Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra. A exposição será após exponencial texto do cearense Marechal Casimiro Montenegro Filho criador do Instituto Tecnológico de Aeronáutica e do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial.

O ComDCiber é uma Organização Militar do Exército Brasileiro, localizada no Complexo do Forte Marechal Rondon, na cidade de Brasília-DF, cuja missão é planejar, orientar, coordenar, integrar e executar atividades relacionadas ao desenvolvimento e aplicação das capacidades cibernéticas, como órgão central do Sistema Militar de Defesa Cibernética, a fim de contribuir para o uso efetivo do espaço cibernético, impedindo ou dificultando sua utilização contra os interesses da Defesa Nacional.

Temos que proteger nossa Nação Continental de ameaças virtuais, setores prioritários à segurança nacional, como Água, Energia, Telecomunicações, Finanças, Transporte e Nuclear.

Com esta sinergia integrada dos órgãos governamentais e não governamentais na defesa de nosso Brasil encerremos com nosso cearense e Marechal Casimiro Montenegro Filho neste momento relevante:

“Em toda minha vida profissional, jamais acreditei em messianismo, estrelismo, concentração do poder e do mérito em um só indivíduo. Sempre trabalhei em equipe. E se algum merecimento tenho, é o de ter sabido despertar em meus companheiros o entusiasmo, delegar-lhes autoridade com responsabilidade, exortá-los ao pleno uso de suas potencialidades e qualidades, em proveito do povo brasileiro.”

“Debate sobre Guerra Cibernética” com pesquisadores do CTEM + e Adesguianos Richard Guedes e Alexandre Pinheiro