No dia 27 de dezembro de 2023, um evento marcante ocorreu no 26º Batalhão de Infantaria Pára-quedista: o General de Brigada Emílio Vanderlei Ribeiro, comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt), conduziu o primeiro apronto operacional da Força-Tarefa (FT) Velame. Este evento não apenas simboliza o início da gestão do General Emílio à frente da Brigada, mas também reafirma a importância da prontidão operacional na Força.

Verificação de Capacidades e Preparação

WhatsApp Image 2023 12 28 at 095111

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Durante a formatura, o General Emílio avaliou as capacidades da tropa que compõe o Sistema de Prontidão Operacional Aeroterrestre (FORPRON Aet) da FT Velame. Este momento foi crucial para verificar o estado de prontidão e a eficiência operacional da Brigada, uma unidade reconhecida por sua agilidade e capacidade de resposta rápida em situações diversas.

Enfatizando a Excelência e o Pronto Emprego

WhatsApp Image 2023 12 28 at 095112 1

O Comandante da Brigada, em suas palavras, destacou a constante preparação necessária para manter o mais alto nível de operacionalidade dos militares. A ênfase foi dada às características distintas da Brigada de Infantaria Pára-quedista como uma tropa de elite e de pronto emprego, integral à Força de Ação Rápida Estratégica. Essa declaração reforça o compromisso da Brigada com a excelência, adaptabilidade e prontidão em atender aos mais variados desafios que possam surgir.

Perspectiva Futura

O primeiro apronto operacional da Força-Tarefa Velame sob o comando do General Emílio marca um novo capítulo na história da Brigada de Infantaria Pára-quedista. A gestão do General Emílio promete continuar a tradição de excelência da unidade, garantindo que ela permaneça como um pilar fundamental da capacidade de resposta rápida das Forças Armadas Brasileiras.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).