blank
Equipes da Força Nacional, que ajudarão no combate ao incêndio na Amazônia, embarcam na Base Aérea de Brasília

As ações de combatem aos incêndios florestais e as queimadas nos municípios de Humaitá, Lábrea e Novo Aripuanã, no Amazonas, terão a participação da Força Nacional de Segurança Pública. A portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) autorizando o emprego dos militares em apoio ao estado está publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15).

As atividades de defesa civil na proteção do meio ambiente estão no âmbito da Operação Guardiões do Bioma 2022, no período de 15 de julho a 15 de novembro deste ano. A Força Nacional atuará também nos serviços de preservação da ordem pública e da segurança das pessoas e do patrimônio.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Planejamento

“O contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do MJSP”, diz ainda a portaria.

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o incêndio florestal pode ser entendido como todo fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação e sofre forte influência das condições atmosféricas locais. As principais causas são humanas, seja por negligência ou intencional, e naturais, por exemplo, raios.