Demonstrando sua constante prontidão e capacidade de resposta, o Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV) – Esquadrão Pelicano da Força Aérea Brasileira (FAB) realizou uma evacuação aeromédica crucial no contexto da Operação Taquari 2.

Prontidão do Esquadrão Pelicano

blank

O Esquadrão Pelicano mantém um estado de alerta permanente, preparado para cumprir missões de busca e resgate em qualquer localidade. Desta vez, a missão envolveu o transporte de uma criança de dois anos em ventilação mecânica de San’tana do Livramento (RS), na fronteira com o Uruguai, para um hospital com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica em Lajeado (RS).

Evacuação Aeromédica

Acionados a partir da Base Aérea de Canoas (BACO), os membros do Esquadrão configuraram o helicóptero H-60L Black Hawk da FAB para atuar como UTI Pediátrica, equipado com materiais hospitalares e uma equipe de especialistas, incluindo intensivistas, médicos e enfermeiros. “Nessa EVAM vamos transportar uma criança de dois anos, com quadro de infecção abdominal grave decorrente de apendicite aguda perfurada. Ela foi operada no dia 02/06 e desde então está em ventilação mecânica, por isso ficará sedada, com necessidade de droga vasoativa, para manter perfusão adequada durante o voo”, explicou o Coordenador da equipe médica da FAB, Capitão Médico Vinicius Guimarães Tinoco Ayres.

Missão de Sucesso

A missão exemplifica o compromisso da Força Aérea Brasileira em estar sempre presente onde o Brasil precisa, proporcionando suporte vital e rápido atendimento em situações de emergência. A operação bem-sucedida do Esquadrão Pelicano não apenas salvou uma vida jovem, mas também reforçou a importância e a eficácia das operações aeromédicas realizadas pela FAB.

OPERAÇÕES NOTURNAS ELEVAM CAPACIDADES DA FAB COM TREINAMENTO INTENSIVO EM AERONAVE H-60L BLACK HAWK

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui