O Exército Brasileiro (EB) realiza, nos dias 28 e 29 de setembro, a II Conferência Multilateral de Fronteiras (II CMF), dando prosseguimento às tratativas iniciadas na I CMF, realizada na Colômbia, em 2019. A atividade estreita os laços de cooperação e amizade entre os exércitos dos países participantes (Brasil, Colômbia, Equador, Estados Unidos da América, Panamá e Peru).

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

blank

A II CMF permite o compartilhamento de boas práticas e lições aprendidas no trato de questões relacionadas à proteção das fronteiras, observando-se as individualidades das políticas de defesa de cada país e, ainda, a identificação de oportunidades de intercâmbios e programas de cooperação que permitam aprofundar a aproximação entre os exércitos participantes e incrementar medidas de confiança mútua entre as Forças. Esta edição ocorre nas dependências do Comando Militar da Amazônia (CMA), unidade com sede na capital do Amazonas.

No início da conferência, o Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Paulo Sérgio, deu as boas-vindas às comitivas que integram a II CMF e realizou uma apresentação. O comandante de Operações Terrestres, os comandantes Militares da Amazônia e do Norte também expuseram questões afetas às suas respectivas áreas. Os chefes do Estado-Maior do Exército Brasileiro, do Centro de Comunicação Social do Exército e do Centro de Inteligência do Exército estiveram presentes no evento.

A manhã terminou com a apresentação da delegação da Colômbia. À tarde, os representantes militares do Equador, Estados Unidos, Peru e Panamá fizeram suas explanações. Uma formatura geral durante a manhã desta quarta-feira (29), no Campo de Parada Coronel Teixeira do Quartel General do CMA, encerra a atividade.

 

Fonte: Comando Militar da Amazônia
Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).