Google News

Militares do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval, estão sendo empregados em apoio à missão humanitária de atendimento médico em comunidades indígenas, em uma ação dos Ministérios da Defesa, da Saúde e da Justiça para prevenção da Covid-19, no contexto da Operação “Maranhão”.

A Operação foi dividida em três fases. A primeira ocorreu de 15 a 21 de setembro, em Barra do Corda (MA). A segunda é realizada de 21 a 28 de setembro, nos municípios de Santa Inês e Zé Doca (MA). A terceira, de 28 de setembro a 5 de outubro, vai atender populações dos municípios de Grajaú, Arame e Amarante (MA).

blank
Militares profissionais de saúde integram a Operação “Maranhão”

A região atendida possui a sétima maior população de índios do País, conforme dados do Sistema de Informação de Atenção à Saúde Indígena (SIASI), com 37.169 membros, distribuídos em 629 aldeias, localizadas em 22 municípios, com os seguintes povos: Guajajara, Gavião, Awá-Guajá, Ka’apor, Krenyê, Krikati, Kanela Apaniekrá, Kanela Rankokramekrá, Timbira, além dos Akroá-Gamela e Tremembé, que estão em processo de reconhecimento e ainda não estão em territórios indígenas.

Fonte: CCSM

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!