Brasília (DF) – A Escola de Comunicações (EsCom) concluiu, no dia 30 de junho, a fase presencial de quatro de seus cursos regulares de especialização, ocorridos no primeiro semestre, são eles: Oficial de Comunicações; Avançado de Eletrônica; Operador de Tecnologia da Informação e Comunicação; e Operador de Sistemas Táticos de Comando e Controle para Sargentos.

O Curso de Oficial de Comunicações é destinado a qualificar oficiais das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia e Engenharia para desempenharem funções que exijam conhecimentos e práticas relativas ao comando de frações especializadas nas organizações militares (OM), tornando-os aptos a empregar e operar os meios de comunicações disponíveis.

O Curso Avançado de Eletrônica habilita segundos e terceiros-sargentos de carreira da qualificação militar de manutenção de comunicações ao desempenho de funções que exijam conhecimentos e práticas especializadas para a manutenção de terceiro e quarto escalões, dos materiais de comunicações, eletrônica e informática das organizações militares.

O Curso Operador de Tecnologia da Informação e Comunicação tem por objetivo especializar sargentos do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil, da Força Aérea Brasileira e de Forças Auxiliares na gestão de redes de computadores e operação de equipamentos e sistemas de comunicações, que tenham em suas composições materiais de telemática em ambiente operacional. Cabe destacar que tivemos pela primeira vez, uma sargento realizando este curso.

Operador de Sistemas Táticos de Comando e Controle que tem por objetivo habilitar sargentos de carreira da Arma de Comunicações a ocupar cargos e desempenhar funções que exijam a instalação de meios de telemática que dão suporte ao Sistema de Comando e Controle da Força Terrestre.

A formatura contou com a presença de diversas autoridades e convidados, que receberam o Livro Histórico e a Moeda Comemorativa ao centenário. Dentre elas o Comandante de Defesa Cibernética, General Heber Garcia Portella, que presidiu a cerimônia.

Fonte: EsCom
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui