No dia 9 de outubro, a Escola de Sargentos das Armas (ESA) realizou 1º Encontro dos seus Antigos e Eternos Instrutores e Monitores. O evento contou com as ilustres presenças de antigos e eternos instrutores e monitores da ESA, acompanhados de suas digníssimas famílias.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

No início do evento, os encontristas reuniram-se no Auditório da Escola, onde receberam as boas-vindas do General de Brigada Reinaldo Salgado Beato, antigo instrutor e Comandante da Escola de Sargentos das Armas. Após posarem para a foto oficial do evento, a comitiva composta de oficiais superiores, oficiais do QAO e subtenentes, em sua maioria veteranos, iniciou a visita ao Espaço Cultural Duque de Caxias e às instalações dos Cursos de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações, locais onde puderam reviver agradáveis e inesquecíveis momentos do tempo em que aqui serviram como capitães, tenentes e sargentos de todas as graduações.

A visita aos cursos imprimiu aos nossos ilustres visitantes, uma indisfarçável satisfação, aliada à elevada dose de nostalgia, extraída das conversas entre amigos e irmãos de farda do passado, da troca de experiências ali vivida, tudo isso juntamente com os inúmeros ensinamentos colhidos como instrutores e monitores de um passado não muito distante deste Estabelecimento de Ensino. O trabalho profícuo destes instrutores e monitores do passado contribuiu sobremaneira para ajudar a construir grande parte dos valores, raízes e tradições que sedimentam a história da Escola Sargento Max Wolf Filho.

Finalizando a visita, o almoço de confraternização ocorreu em um clima de bastante descontração, tendo se constituído em mais um instante de emoção para os presentes, posto que, em um mesmo espaço, houve um agradável intercâmbio de histórias e experiências entre a geração de instrutores do passado e a geração atual, o que simboliza elevado fator de coesão entre os integrantes da Escola Sargento Max Wolf Filho, de ontem e de hoje.

Fonte: Escola de Sargentos das Armas
Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).