Google News

De acordo com o Comando Europeu dos Estados Unidos – EUCOM, 200 militares deslocaram-se com um B-1 Lancer para a Noruega para ajudar a gerenciar voos de treinamento de bombardeiros na região.

blank
B-1 Lancer

Os membros da Força, vindos da Base Aérea de Dyess, no Texas, foram enviados para a Base Aérea de Orland, perto de Trondheim, um centro da frota de caças F-35 da Noruega. A força representa “a equipe avançada para as missões programadas nas próximas semanas, que ocorrerão por um tempo limitado”, diz o comunicado.

A movimentação ocorre em um momento em que os militares americanos concentram seu foco na região do Ártico. A Noruega, que é membro da OTAN, em sua ponta mais a nordeste, faz fronteira com a Rússia, e a modernização militar de Moscou na Península de Kola ajudou a posicionar a área como um potencial ponto de inflamação.

“A Prontidão operacional e nossa capacidade de apoiar aliados e parceiros e responder com rapidez são essenciais para o sucesso combinado”, disse o general Jeff Harrigian, comandante das Forças Aéreas dos EUA na Europa e África, no comunicado.

A declaração do comando não inclui informações sobre quanto tempo o contingente da Força Aérea ficará na Noruega, nem que tipo de equipamento ele trará. O B-1 Lancer é um bombardeiro convencional, pois teve sua capacidade nuclear removida em meados da década de 1990.

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui