No dia 10 de dezembro, foi liberado ao tráfego o segundo trecho da BR-116, equivalente a 27,1 km, sendo 10 km sob a responsabilidade do Exército Brasileiro. A inauguração aconteceu no km 330, em Barra do Ribeiro (RS), e teve a presença de autoridades como o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro; o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; e o Comandante Militar do Sul, General de Exército Valério Stumpf Trindade. Ao total, serão duplicados 50 km, de Guaíba (RS) a Tapes (RS), com previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2022.

A Operação Guaíba, como é denominada, é a maior obra do Sistema de Engenharia do Exército Brasileiro. O Ministro da Infraestrutura destacou a importância da atuação do 1º Batalhão Ferroviário (1º BFv) de Lages (SC), que está, desde 2019, com um efetivo de cerca de 300 militares trabalhando diariamente na obra em todas as etapas, desde a terraplanagem até o lançamento de asfalto. “Essa é mais uma obra muito importante que se incorpora ao acervo do Exército, que trabalha muito bem, diuturnamente. Por isso, o nosso reconhecimento aos profissionais, militares, oficiais, praças, cabos e soldados, que estão fazendo a diferença, dando o sangue para entregar a obra e mudar a vida das pessoas”, ressaltou.

O Comandante Militar do Sul reforçou a importância da BR-116 para a logística do Rio Grande do Sul, com destaque para o setor de exportação, no trajeto até o porto de Rio Grande (RS). “Para nós, é uma obra de qualidade; é uma alegria muito grande a entrega desse trecho”, afirmou.

O projeto de duplicação beneficia diretamente 12 municípios da Região Sul gaúcha, proporcionando melhorias, também, nas travessias urbanas, nas ruas laterais, nos retornos operacionais, nos viadutos, nas passarelas e nas pontes, contribuindo para a segurança no trânsito.

O Presidente da República elogiou as obras do Exército em todo o Brasil, que servem como um exemplo a ser seguido e colaboram com o progresso de cada região do País. “Quero agradecer a todos que participaram e participam nessa e em outras obras pelo Brasil. É uma grande marca que o nosso Exército deixa para todo o Brasil”, comentou.

duplicação da BR-116

Fonte: CMS
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui