O 7º Batalhão de Engenharia de Construção (7º BEC) transportou, ao longo do mês de janeiro, 1000 toneladas de brita, além de diversos equipamentos e viaturas, de Rondônia até o Acre, para apoiar a reforma e ampliação do Aeródromo de Santa Rosa do Purus (AC).

Na primeira etapa da ação, chamada Operação Alto Purus, foram 472 km desde Vista Alegre do Abunã (RO), onde fica a pedreira, até a cidade de Manoel Urbano (AC), onde está o ponto de apoio da operação. A partir desse ponto, o transporte deixou de ser terrestre e os insumos foram embarcados em balsas e navegaram o Rio Purus até o destino, Santa Rosa do Purus. Foram necessárias cinco balsas para transportar o material por sete dias de navegação em ambiente amazônico. Durante o mês de janeiro, cada balsa fez esse deslocamento duas vezes.

O Batalhão continuará o apoio nos próximos meses, intensificando o transporte para aproveitar o período de cheia do Rio Purus.

Fonte: 7º Batalhão de Engenharia de Construção
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui