O Ministério da Defesa (MD) vai modificar a linha editorial de toda a sua comunicação institucional durante o período conhecido como defeso eleitoral, que se estende do próximo dia 2 de julho até o término das eleições. A medida segue orientação da Secretaria Especial de Comunicação Social, do Ministério das Comunicações, e baseia-se na Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, conhecida como Lei das Eleições.

A legislação eleitoral, que entra em vigor no período, proíbe a divulgação, passada ou futura, de qualquer conteúdo – notas, artigos, entrevistas e reportagens – caracterizado como institucional, que possa promover a imagem do Ministério, do Governo Federal ou do próprio ministro e de seus antecessores.

Assim, no caso do site do MD e para atender ao que estabelece tal legislação, a atual página de notícias será suspensa e substituída por uma nova área de publicação das matérias jornalísticas, até o encerramento do processo eleitoral. Os novos textos terão linguagem neutra com foco específico para a utilidade pública.

Em relação às redes sociais, os perfis oficiais de mídias sociais do MD serão, igualmente, suspensos até o término da campanha eleitoral. Outros serão criados, especialmente, para o período.

Acesse no banner abaixo a página desenvolvida pela Pasta para anunciar, com detalhes, as mudanças no site oficial e nas redes sociais do órgão, assim como o teor das legislações que norteiam essas mudanças.

Peça_Botão4.png

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui