A diretoria da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) visitou as instalações do Porto do Rio de Janeiro na quarta-feira (8) e, na quinta-feira (9), esteve reunida com diretores e gestores da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), na sede da empresa. O objetivo foi conhecer melhor as instalações do porto, além de estreitar relações com a Autoridade Portuária e com os dirigentes das empresas arrendatárias dos terminais.

Google News

Durante a visita, o diretor-geral da ANTAQ, Eduardo Nery, e a diretora, Flávia Takafashi, foram acompanhados pelo chefe da Unidade Regional do Rio de Janeiro (URERJ) da agência reguladora, Alexandre Florambel, pelo diretor-presidente da Docas do Rio, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira; pelo diretor de Gestão Portuária, Mário Povia; e pelo superintendente de Gestão Portuária do Rio de Janeiro e Niterói, Leandro Lima. Em cada terminal do porto, a comitiva foi recepcionada pelos respectivos representantes das empresas arrendatárias: Pier Mauá, Terminal de Trigo do Rio de Janeiro (TTRJ), Triunfo Logística, MultiCar, MultiRio e ICTSI Rio.

Na reunião do dia seguinte, por parte da Docas do Rio, além do diretor-presidente, do diretor de Gestão Portuária e do superintendente de Gestão Portuária do Rio de Janeiro e Niterói, participaram também o diretor administrativo-financeiro, Indalécio Alvarez; o diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva; o superintendente jurídico, Marcelo D’Ávila; e o gestor de VTMIS (sigla inglesa para Sistema de Gerenciamento e Informação do Tráfego de Embarcações), Marcelo Villas-Bôas.

Na ocasião, o diretor de Negócios e Sustentabilidade da Docas do Rio, Jean Paulo Castro e Silva, apresentou o Plano de Negócios da companhia, mostrando as oportunidades de investimentos nos portos, incluindo a possibilidade de desenvolvimento do Porto de Itaguaí, visando o mercado de gás, além de ter abordado o plano de desinvestimentos da empresa e, também, o rol de contratos de arrendamento passíveis de renovação no curto prazo.

O diretor administrativo-financeiro, Indalécio Alvarez, por sua vez, apresentou os resultados financeiros da CDRJ nos últimos exercícios e as respectivas projeções. Já o gestor de VTMIS, Marcelo Villas-Bôas, discorreu sobre os projetos de melhoria do acesso aquaviário nos Portos do Rio de Janeiro/Niterói e Itaguaí, tais como: nova sinalização náutica do Canal de Cotunduba, que permitiu a navegação noturna de navios de grande porte; implementação de sistemas de calado dinâmico; e aquisição de equipamentos para a implantação do Local Port Service (LPS) até o final do 1º trimestre de 2022.

blank

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui