blank

A Companhia Docas do Rio de Janeiro participou, na última terça-feira (14), do coquetel promovido pela Costa Cruzeiros no Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro.

O evento, que integra a série de iniciativas que a Costa Cruzeiros realiza desde maio para promover sua temporada 2022/2023 na América do Sul, a maior dos últimos 10 anos, contou com a presença do diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, e da assessora técnica Ingrid Medeiros. Durante o coquetel, em seu pronunciamento aos participantes, o diretor-presidente Francisco Laranjeira destacou que a CDRJ tem buscado priorizar a melhoria da infraestrutura aquaviária a fim de permitir que navios maiores possam acessar o nosso porto, tem igualmente priorizado a implantação do LPS, primeira fase do VTMIS,  o que dentre outras coisas, contribuirá para melhorar a segurança da navegação. O presidente ainda comentou sobre a operacionalização do canal de Cotunduba, o que permitiu que o porto operasse ininterruptamente as 24 horas do dia com navios de maior calado.  Por fim, Laranjeira desejou sucesso a volta de navios de passageiros ao Porto do Rio de Janeiro, ressaltando a importância do turismo para a economia da cidade.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

blank

De acordo com a Costa, a companhia irá operar três navios na América do Sul, são eles: Costa Firenze, que faz sua estreia na América do Sul e tem capacidade para mais de 5.200 hóspedes; o Costa Favolosa e o Costa Fortuna, que terá embarques regulares do Rio de Janeiro para cruzeiros de oito noites por Búzios, Ilhabela, Ilha Grande, além de Buenos Aires e Montevidéu entre dezembro de 2022 e abril de 2023.

Os anfitriões do evento foram Dario Rustico, presidente executivo da Costa Cruzeiros para América do Sul e Central; Renê Hermann, presidente institucional e Ruy Ribeiro, diretor Comercial da Costa Cruzeiros. Também estiveram presentes representantes da Polícia Federal, da Praticagem do Rio de Janeiro, do SindaRio (Sindicato das Agências de Navegação Marítima e Atividades Afins do Estado do Rio de Janeiro), ABAV e da Riotur.