Militares da DelItacuruca acompanham a “Operação Ship-To-Ship” no Porto Sudeste do Brasil

A Delegacia da Capitania dos Portos em Itacuruçá (DelItacuruca) apoiou, nos dias 11 e 12 de Julho, na logística da primeira “Operação Ship-To-Ship” (STS), no Terminal do Porto Sudeste do Brasil, em Itaguaí (RJ).

A Operação é conhecida como uma ação de transferência de petróleo e de seus derivados, como carga, entre dois navios atracados, fundeados ou navegando. Entre inúmeras possibilidades, essa operação permite a redução dos custos operacionais na exportação de petróleo bruto oriundo das bacias petrolíferas situadas em Águas Jurisdicionais Brasileiras.

Durante a atividade, uma equipe de Inspeção Naval da DelItacuruca, composta por 4 militares e 1 embarcação de casco semirrígido, acompanharam de perto o “STS” dos navios atracados, orientando as embarcações de transporte de passageiros, que passavam nas proximidades, quanto ao distanciamento necessário para a segurança da navegação e de seus tripulantes.

A partir deste marco, o terminal aumentará a sua capacidade logística de importação e exportação, uma vez que passará a atuar com maior flexibilidade, podendo receber navios de carga de granéis sólidos (como milho, soja, café, feijão etc) e também os navios de granéis líquidos, realizando a operação “STS”.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui