blank

Google News

No dia 9 de abril, o Centro de Instrução de Aviação do Exército (CIAvEx) encerrou o Curso de Piloto de Aeronaves (CPA), capacitação para pilotagem de helicópteros que havia iniciado no dia 27 de janeiro. Foram formados no CPA 17 alunos, sendo 15 do Exército Brasileiro e dois da Marinha do Brasil. A partir de agora, os novos formados podem ostentar o brevê de Piloto da Aviação do Exército – distintivo dourado composto de uma águia de asas abertas, em voo, contendo o símbolo do Exército Brasileiro, réplica do brevê de piloto da antiga aviação militar.

Entre no canal do Defesa em Foco no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

A solenidade de encerramento, que respeitou todos os protocolos de prevenção da covid-19, contou com a presença do Comandante da Aviação do Exército, General de Brigada Ricardo José Nigri, do Comandante da 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel), General de Brigada Evandro Luís Lopes Ferreira e de alguns familiares.

O Comandante do CIAvEx, Coronel Emerson Alexandre Januário, destacou a história da aviação do Exército. “Após mais de 1800 voos de instrução, os senhores conquistaram o direito de ostentar em seus uniformes o brevê de piloto da aviação do Exército. Esta águia dourada, que doravante portarão com galhardia, é eivada de tradições militares. Teve sua origem no Campo dos Afonsos, na Escola de Aviação Militar em 1919, e decorou o peito de dezenas de aviadores que escreveram a história da aviação militar brasileira na primeira metade do Século XX. Saibam honrá-lo”, salientou o comandante. Ele reforçou, ainda, a necessidade de constante aperfeiçoamento.

Fonte: Centro de Instrução de Aviação do Exército