A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), da Força Aérea Brasileira (FAB), está sob nova gestão. Em cerimônia militar realizada nesta quarta-feira (26/01), em Brasília (DF), o Brigadeiro do Ar Alan Elvis de Lima transmitiu o cargo de Presidente da Organização Militar ao Brigadeiro do Ar Antonio Luiz Godoy Soares Mioni Rodrigues.

A solenidade, que contou com a presença do Ministro da Defesa substituto e Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, teve o ato de passagem presidido pelo Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara. Participaram, também, do evento o Ex-Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, e demais Oficiais-Generais das Forças Armadas, dentre outras autoridades.

Na oportunidade, o Tenente-Brigadeiro Potiguara ressaltou a importância da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate para o País. “Nesses 40 anos de atuação, foram diversos os projetos gerenciados pela COPAC, da mais alta relevância, em estreita coordenação com outros setores do Comando da Aeronáutica, responsáveis pelas gestões logística, operacional, técnica, industrial, orçamentária e financeira das atividades de sua responsabilidade”, pontuou.

Em seu discurso de despedida, o Brigadeiro Elvis pontuou sobre as renovações nas Organizações Militares. “Hoje, os ventos da mudança novamente se fazem presentes: o efetivo tem um novo líder, e eu sigo para o IV COMAR, em São Paulo. Sem mudança, não nos desenvolvemos; sem mudança, não há aprendizado; sem mudança, não há progresso”, salientou.

Já o Brigadeiro Soares comentou sobre o novo cargo. “É um desafio enorme, mas a equipe é muito motivada. Nós estamos prontos para dar continuidade ao que os nossos antecessores fizeram ao longo dos quase 41 anos de história da COPAC”, frisou o Oficial-General.

O novo Presidente

O Brigadeiro Soares é natural da cidade de Piquete (SP) e ingressou na Força Aérea Brasileira em 04 de fevereiro de 1985, tendo sido declarado Aspirante a Oficial em 06 de dezembro de 1991 e promovido ao atual posto em 31 de março de 2020. Realizou todos os cursos de carreira e ainda: Curso de Tática Aérea; Curso de Piloto de Defesa Aérea; Curso de Piloto de Reconhecimento; Curso de Piloto de Aeronave de Controle e Alarme em Voo; Curso de Chefe Controlador; Curso de Chefe Controlador Aeroembarcado; Curso de Comando e Emprego; Gerenciamento de Órgão de Controle de Operações Aéreas Militares; e Estágio para Comandantes, Chefes e Diretores. Possui mais de 3.800 horas de voo e 14 condecorações nacionais, além de quatro condecorações internacionais.

COPAC

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate foi criada em 24 de fevereiro de 1981, tendo sua sede fixada em Brasília. Diretamente subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), a COPAC tem a finalidade de gerenciar os projetos de desenvolvimento, aquisição e modernização de materiais e sistemas aeronáuticos para o Comando da Aeronáutica (COMAER), articulando as ações necessárias para alcançar eficácia e eficiência no ciclo de vida desses materiais e sistemas.

Confira aqui o vídeo da matéria.

Fotos: Sargento Viegas / CECOMSAER

Vídeo: Soldado A. Soares / CECOMSAER

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui