Competição de Pelotões

Nos dias 2 e 3 de dezembro, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva – Brigada Lobo D’Almada realizou uma competição de Pelotões na região da Serra Grande, município do Cantá (RR). A competição reuniu frações das organizações militares (OM) da Brigada Lobo D’Almada e foi executada no contexto da Operação Urutu, que é um exercício de atitudes ofensivas, defensivas e de cooperação e coordenação com o emprego dos meios de combate e apoio ao combate.

Objetivos da Competição de Pelotões

A finalidade da competição foi aplicar aos militares participantes, integrantes de frações operacionais, um exercício de avaliação de adestramento e emprego das técnicas, táticas e procedimentos (TTP) empregadas desde o nível individual ao nível pelotão. Neste sentido, foram desenvolvidas ações tais como: marcha para o combate motorizada e a pé, ataque a posição defensiva, ataque a localidade, defesa de localidade, defesa de ponto forte, patrulha de emboscada, patrulha de captura, stress fire, montagem de ZPH e EVAM.

No total, 300 militares e 30 viaturas foram empregados no exercício Tático, com a participação efetiva de diversas OMs.

Organizações Militares Participantes

– 1º Batalhão de Infantaria de Selva (Aeromovel);

– Comando de Fronteira Roraima / 7º Batalhão de Infantaria de Selva;

– 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva;

– 1º Batalhão Logístico de Selva;

– 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizada;

– 1º Pelotão de Comunicações de Selva;

– 32º Pelotão de Polícia do Exército; e

– Companhia de Comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva.

Conclusão

Independentemente do vencedor, a atividade se revestiu em oportunidade de adestrar os efetivos da Brigada Lobo D’Almada em ações afetas às pequenas frações. Para execução das atividades, foram adotadas todas as medidas de prevenção contra a COVID-19, preconizadas pelo Ministério da Saúde.

Fotos da Competição de Pelotões

blank

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui