Google News

Em janeiro último, ocorreu um vazamento com informações pessoais de mais de 200 milhões de pessoas. São informações detalhadas de cidadãos brasileiros como: CPF, endereço, salário, cheques sem fundos, números de telefone, título de eleitor, estado civil, e-mail, FGTS e etc. Esse dados estão à venda em fóruns na Internet e podem ser usados em crimes e golpes diversos, tais como compras em comércios eletrônicos, realização de empréstimos, utilização das informações pessoais de terceiros para cadastramento ilícito no PIX, fraudes em boletos e outros golpes utilizando engenharia social.

As vítimas podem ainda receber e-mails e telefonemas personalizados e, além disso, os criminosos também podem assumir suas identidades, possibilitando a abertura de contas bancárias e realizar a contratação de serviços.

Recomenda-se ficar alerta e desconfiar de pessoas que entrem em contato demonstrando ter conhecimentos de suas informações pessoais, além de atentar quanto ao recebimento de e-mails ou mensagens instantâneas suspeitas. Por fim, acompanhe seus extratos bancários e de cartões de crédito, em função de possíveis cobranças indevidas.

   Seja o elo mais forte da Segurança da Informação!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui