No dia 26 de abril, o Comando da Divisão Anfíbia (ComDivAnf), situado no Complexo Naval da Ilha do Governador, teve a honra de receber o Deputado Federal Roberto Monteiro. A visita foi marcada por honras militares e teve como objetivo principal avaliar o progresso das obras na pista de conduta em área urbana, além de promover um diálogo direto com os militares envolvidos no projeto.

Objetivos da Visita

O encontro entre o Deputado Monteiro e os representantes do ComDivAnf foi uma oportunidade para verificar in loco os avanços das obras da pista de conduta. Esse projeto é crucial para o treinamento e preparação dos militares, oferecendo um ambiente que simula condições urbanas reais, essencial para a formação em operações específicas da Marinha.

Importância da Verba Parlamentar

blank
O Contra-Almirante (FN) Claudio Eduardo Silva Dias destacou a importância do financiamento para a conclusão do projeto

Durante a visita, foi ressaltada a importância do financiamento parlamentar para a continuidade e conclusão das obras. O deputado Monteiro, que tem sido um defensor do projeto, discutiu as próximas etapas e a necessidade de garantir que os recursos continuem a ser alocados de maneira eficiente, para que o projeto seja finalizado dentro dos prazos estipulados.

Interação com Militares

Além da avaliação das obras, a visita serviu para estreitar os laços entre o legislativo e as forças armadas. A interação direta do deputado com os militares reforça o compromisso do governo em manter uma linha de comunicação aberta e transparente com as instituições militares, assegurando que as necessidades operacionais da Marinha sejam compreendidas e apoiadas no nível legislativo.

Declarações e Repercussões

O Contra-Almirante (FN) Claudio Eduardo Silva Dias, destacou a visita como um marco importante para o projeto e para as relações civis-militares. Ele agradeceu o suporte contínuo do deputado e enfatizou que o sucesso do projeto não apenas beneficia a Marinha, mas também contribui para a segurança e eficácia das operações nacionais.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).