Por Carolina Militão

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O Chefe-Geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Unidade Territorial (Embrapa Territorial), Evaristo Eduardo de Miranda, palestrou sobre “Atribuição, ocupação e uso de terras no Brasil – situação atual, ameaças e desafios”, nesta quinta-feira (21), no Ministério da Defesa. A iniciativa faz parte do projeto “Expandindo os Caminhos da Defesa”, coordenado pela Escola Superior de Guerra (ESG) e direcionado aos servidores civis e militares da Pasta.

Durante a apresentação, Evaristo de Miranda apresentou dados sobre Áreas de Proteção Ambiental (APAS), reforma agrária, terras indígenas, territórios quilombolas, áreas militares, Cadastro Ambiental Rural (CAR), entre outros. “Nós investimos e desenvolvemos softwares para coletar, controlar e monitorar os dados. Nossas análises são inteligentes, com foco na resolução dos problemas”, destacou.

O Chefe-Geral da Embrapa enfatizou que é necessário conscientizar as autoridades sobre a temática da ocupação do território brasileiro e evoluir nas legislações. “Precisamos focar em análises geopolíticas e estudos para sabermos aonde queremos chegar no futuro”, finalizou.

Na ocasião, o Comandante da Escola Superior de Guerra, Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço, enfatizou a importância da participação da Embrapa no “Expandindo os Caminhos da Defesa”, tendo em vista a preocupação da Pasta com a proteção e o progresso do País. “A ideia de trazer a Embrapa para explanar sobre os termos de ocupação da terra e em direito da terra é fomentar a discussão e agregar conhecimento acerca dessa temática na alta cúpula do Ministério da Defesa”, pontuou.

20211021 CAMINHOS DA DEFESA EMBRAPA.jpg

A palestra foi prestigiada, também, pelo Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército Laerte de Souza Santos; pelo Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, Tenente-Brigadeiro do Ar da reserva Jeferson Domingues de Freitas; pelo Secretário de Orçamento e Organização Institucional, Antonio Paulo Vogel de Medeiros; entre outras autoridades.

Caminhos da Defesa

Sob coordenação da Escola Superior de Guerra (ESG), o “Expandindo os Caminhos da Defesa” promoveu outras três palestras, nos meses de julho, agosto e setembro, respectivamente. A primeira contou com a participação do jornalista Alexandre Garcia, que, na ocasião, analisou o papel da mídia em tempos de pandemia. Em agosto, o Professor Titular da Universidade de São Paulo (USP) Marcelo Zuffo discorreu sobre o tema “5G e Tecnologias Portadoras de Futuro: Riscos e Oportunidades”. Já em setembro, o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Augusto Xavier da Silva, explanou sobre “Questão indígena no Brasil”.

A primeira etapa do ciclo de palestras prossegue até o mês de novembro. A cada evento, são convidados como palestrantes personalidades de renome nacional para que a plateia tenha a oportunidade de tratar temas de interesse da Defesa, de acordo com a conjuntura nacional e internacional.

Foto: Igor Soares

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).