No período de 22 a 26 de novembro, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro subordinado à Diretoria de Educação Técnica Militar, conduziu as Instruções Preparatórias para Missões de Paz (IPMP). As IPMP tiveram o objetivo de preparar militares que exercerão as funções de oficial de estado-maior na Missão de Estabilização da Organização das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUSCO) e na Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA).

As atividades relacionadas ao processo de ensino-aprendizagem foram conduzidas pelos instrutores do Centro, com destaque para os oficiais instrutores de nação amiga da Argentina e França; e o pesquisador voluntário da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Operações de Paz (REBRAPAZ).

Foram ministradas instruções relacionadas ao Core Pre-deployment Training Material (CPTM), grade curricular definida pelo Departamento de Operações de Paz da ONU, a três oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Fonte: Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).