Atividades práticas foram realizadas na área da Base Almirante Castro e Silva

O Centro de Medicina Operativa da Marinha realizou, no período de 22 a 25 de junho, adestramento de Suporte Básico de Vida e Transporte de Feridos, para 16 militares da Fragata “Independência”, e em Atendimento Pré-Hospitalar (APH) em combate, para 15 militares do Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC) que estarão destacados, a fim de prepará-los para a Operação “GUINEX-I”, que prevê a participação do navio em operações com Marinhas dos países do Golfo da Guiné.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O adestramento em Suporte Básico de Vida e Transporte de Feridos é destinado à capacitação de militares para o exercício das tarefas de socorrista e padioleiro a bordo das organizações militares operativas. Já o APH em combate é o atendimento de emergência pré-hospitalar específico, realizado durante um emprego tático, envolvendo vítimas feridas em locais inóspitos.

Os adestramentos tiveram o objetivo de preparar os militares para prestarem os primeiros atendimentos as baixas, sendo capazes de preservar a vida e utilizar as técnicas de remoção dos feridos até local onde seja possível a prestação de atendimento em saúde especializado.

blank
Aluno aplica técnica para controle de
hemorragia durante o exercício

Os Adestramentos contaram com atividades teóricas e práticas, como manobras de ressuscitação cardiopulmonar e parada cardiorrespiratória, emergências clínicas, trauma e afogamento. Para os militares do GRUMEC, intensificou-se medidas mais específicas, como cuidados sob fogos, cuidados em Campos Táticos e Evacuação Tática.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).