No último dia 07 de maio, o Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil, reconhecido como a Escola de Pára-quedistas desde 1945, sediado no Rio de Janeiro, deu início ao 24/1 Treinamento Específico de Salto Livre Operacional (TESLOp). A aula inaugural foi ministrada por Pablo Benício Bezerra, experiente saltador livre e detentor do número 1146 na classificação de saltadores.

Foco do Treinamento

blank

O TESLOp é projetado para ensinar aos paraquedistas técnicas avançadas necessárias para operações especiais, incluindo noções detalhadas sobre equipamentos de salto, técnicas de queda livre e métodos de navegação com paraquedas. Este treinamento é crucial, pois prepara os paraquedistas para realizar saltos armados e equipados, uma habilidade essencial para o efetivo desempenho em suas unidades de origem.

Presenças Ilustres e Apoio Institucional

O evento contou com a presença de figuras de destaque no âmbito militar, incluindo o Comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista, General de Brigada Emílio Vanderlei Ribeiro, e o Comandante da Escola de Pára-quedistas, Coronel Paulo Antônio Ribeiro Silva Junior. Além destes, comandantes de diversas Organizações Militares da Brigada de Infantaria Pára-quedista também marcaram presença, demonstrando o apoio institucional ao programa de treinamento.

Importância do TESLOp para as Forças Armadas

O treinamento específico de salto livre operacional é uma componente crítica na preparação dos paraquedistas brasileiros, permitindo que eles realizem missões que exigem não apenas habilidades físicas excepcionais, mas também um alto grau de precisão técnica. A capacidade de operar em condições extremas e com equipamento completo destaca a importância estratégica deste curso para as operações militares contemporâneas.

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).