Em uma palestra inédita, ocorrida na tarde de 20 de novembro de 2019, em Londres, Inglaterra, o Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx) apresentou, na IX Social Media Internacional Military and Defense Conference, a palestra Brazilian Army Strategies on Social Media (As estratégias do Exército Brasileiro nas Mídias Sociais).

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O evento contou com a participação de diversos países, como Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Alemanha, Austrália, Itália, Suécia e Noruega, com o propósito de discutir e apresentar novas abordagens de trabalho nas mídias sociais, área considerada em constante evolução e que necessita de profissionais sempre atualizados.

O Brasil, único país não pertencente à OTAN a palestrar na conferência,  foi representado por uma delegação de dois militares do CCOMSEx, que apresentaram as principais técnicas utilizadas para aproximar-se com o público e, consequentemente, aumentar o engajamento e consumo das publicações geradas pelo Exército. Outros pontos de destaques foram a apresentação de pesquisas e métricas, bem como a técnica de comunicação e modo de estruturar “personas” para cada uma das redes sociais, tópicos considerados de extrema relevância pelos presentes.

Os grandes destaques da apresentação ficaram por conta da linguagem utilizada pelo Exército nas mídias sociais, empregando humor e interatividade, e o Soldado Max, o chatbot criado pelo  Exército Brasileiro. A evolução do avatar, o design dos diálogos, que é leve,  a estruturada carreira do Max e o fato de ajudar, não só no processo de ingresso na Força, mas também na difusão de campanhas e até mesmo em momentos de crises, gerou admiração e muita curiosidade.

O convite e a presença do Exército nesse restrito evento, aliado ao que foi apresentado por outras Forças Armadas, demonstra que o Centro de Comunicação Social do Exército está na vanguarda da comunicação social de uma Força Armada no Século XXI, em relação à inovação e à comunicação digital.

Fonte: CCOMSEx
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).