blank

Google News

O Centro de Avaliações do Exército (CAEx) – “Campo de Provas da Marambaia/ 1948” avançou, na primeira quinzena de abril, na segunda fase da avaliação técnica do Monóculo de Imagem Térmica OLHAR. O projeto é desenvolvido pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx), em conjunto com a Empresa Opto Tecnologia Optrônica Ltda, em São Carlos, SP.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Os testes iniciais foram realizados na Opto, no (IMPE), em São José dos Campos, SP, no Instituto Eldorado, em Campinas, SP, no Labmor Laboratório Industrial, em Itatiba, SP, na Indústria de Material Bélico do Brasil – Fábrica de Itajubá, MG (IMBEL/ FI) e no CTEx. A avaliação técnica, no Campo de Provas da Marambaia, compreendeu ensaios de parâmetros de segurança, de desempenho e ambientais.

Neste contexto, engenheiros e técnicos do CAEx, do CTEx e da OPTO participaram de testes de ergonomia, de percepção acústica, de exposição à umidade, imersão e a temperaturas extremas (baixa e alta) e de funcionamento sob exposição de poeira e areia.

Após a avaliação técnica, quando são verificados os requisitos técnicos, logísticos e industriais do sistema, será executada a avaliação operacional, a fim de constatar a adequação do Monóculo OLHAR ao incremento da capacidade individual do combatente.

blank

A pesquisa e desenvolvimento (P&D) do monóculo OLHAR integram a atividade imposta pelo Plano Estratégico do Exército (PEEx) 2020-2023 “Pesquisar e desenvolver Sistemas Auxiliares de Visão”, conforme a prioridade “Equipamentos de visão noturna, diurna, termal e fusão de imagens”, do Plano de Obtenção de Capacidades Materiais do PEEx 2020-2023.

O OLHAR é resultado de um esforço conjunto do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx), de instituições de P&D e da Base Industrial de Defesa e Segurança (BDIS) que disponibilizará às Forças Armadas e às Organizações de Segurança Pública (OSP) um equipamento avançado em microeletrônica, mecânica de precisão e óptica que atenderá aos requisitos operacionais e técnicos homologados para o Sistema Combatente Brasileiro (COBRA).