Rio de Janeiro (RJ) – No dia 26 de maio, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) realizou a cerimônia alusiva ao Dia Internacional dos Mantenedores da Paz das Nações Unidas (International Day of United Nations Peacekeepers), que ocorrerá no dia 29 de maio, data estabelecida pelas Nações Unidas para reconhecer o profissionalismo, a dedicação e a coragem de homens e mulheres que serviram e que continuam servindo em missões de paz.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O evento incluiu, inicialmente, o depósito de uma corbelha de flores no Memorial Haiti, em homenagem aos militares, policiais e civis brasileiros que perderam suas vidas em missões de paz, seguida do toque de Silêncio, quando os militares e policiais presentes prestaram a respeitosa continência aos heróis que tombaram a serviço das Nações Unidas

Na sequência, foi realizada uma formatura, presidida pelo General de Exército Flavio Marcus Lancia Barbosa, Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), que dirigiu a palavra à tropa formada, ressaltando o histórico da participação brasileira em missões de paz e a importância do engajamento em operações desta natureza para a projeção internacional do Brasil. Finalizando a formatura, os peacekeepers veteranos de diversas missões desfilaram à frente da tropa do CCOPAB.

Além do Chefe do DECEx, prestigiaram o evento o General de Divisão Kleber Nunes de Vasconcellos, Comandante da 1ª Divisão de Exército, a Embaixadora Márcia Maro da Silva, Chefe do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Rio de Janeiro, o General de Brigada Alexandre Oliveira Cantanhede Lago, Diretor de Educação Técnica Militar, além de outros oficiais generais da Guarnição do Rio de Janeiro e convidados. A Rede Brasileira de Pesquisa sobre Operações de Paz (REBRAPAZ) também esteve presente, por intermédio da Doutora Eduarda Hamman, Coordenadora Geral da Rede, além de professores e pesquisadores.

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).