blank

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 8 de julho, a Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt) realizou, no Campo de Parada do 26º Batalhão de Infantaria Pára-quedista – Batalhão Santos Dumont, a cerimônia de brevetação dos novos paraquedistas militares formados no ano de 2022.

O evento contou com a presença do Presidente da República, do Ministro de Estado da Defesa, do Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, dos Comandantes da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro, de Deputados Federais, de membros do Poder Judiciário, de integrantes do Ministério Público, de Deputados Estaduais, de Oficiais-Generais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, dos Eternos Comandantes da Brigada de Infantaria Pára-quedista – os “Águias Uno”, de diversas autoridades civis e militares. Evento de grande tradição, foi prestigiado por, aproximadamente, oito mil pessoas, familiares e amigos dos formandos, que abrilhantaram a solenidade.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A cerimônia teve os objetivos de premiar os militares do Exército destaques do treinamento individual básico de combate (TIBC) – complemento da formação do combatente paraquedista – e, principalmente, realizar a brevetação dos 861 jovens militares, sendo 89 da Marinha do Brasil e 772 do Exército Brasileiro, concludentes do Estágio Básico Pára-quedista.

Em momento especial, catorze soldados do Exército Brasileiro que se destacaram no TIBC, além do militar destaque da Marinha do Brasil, receberam prêmios institucionais das mãos de seus respectivos comandantes de organização militar. Na sequência, os formandos paraquedistas militares mais modernos da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro receberam seus prêmios institucionais das mãos do Presidente da República, acompanhado do Comandante do Exército e do Comandante da Marinha.

Como ponto alto da solenidade, os familiares e amigos dos formandos foram convidados a entregar aos novos paraquedistas a boina grená e o brevê prateado, que, juntamente com o boot marrom, compõem a “Tríade Alada” e materializam a Mística Paraquedista.

Os símbolos e a mística foram objetos de destaque no discurso do Comandante do Exército Brasileiro, que ressaltou a igualdade entre todos os integrantes da tropa paraquedista, do General ao Soldado, na formação e nos riscos do cumprimento da missão, o que irmana a todos e resulta na coesão, no orgulho em ser paraquedista e no espírito de corpo.

Para o encerramento da cerimônia, o General de Exército Germano Arnoldi Pedrozo, eterno Comandante da Brigada de Infantaria Pára-quedista, Águia Uno 17 e paraquedista militar nº 1605 e, por isso, o paraquedista militar de número mais baixo presente, foi convidado a “comandar o avião” e dar início ao desfile da tropa, que, como sempre, fechou o evento com muito garbo, entusiasmo e vibração, dignos da Tropa Paraquedista Brasileira.

Fonte: Brigada de Infantaria Pára-quedista