No período de 28 de junho a 9 de julho, foi realizado o 1º Estágio de Capacitação de Pelotão de Engajamento para tropas da ONU do Brasil da mais recente fração introduzida pelas Nações Unidas na constituição de um Batalhão de Infantaria de Missão de Paz. O evento teve a duração de duas semanas e foi conduzido pelo Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), segundo os mais modernos conceitos e técnicas das instruções especializadas para as operações de paz. O estágio antecede a realização da Visita de Avaliação e Assessoramento (AAV, sigla em inglês) da ONU, a ser realizada de 11 a 17 de julho em Cascavel e São Gabriel (RS).

Foram instruídos 18 integrantes do Batalhão de Infantaria de Força de Paz Mecanizado (BI F Paz Mec), da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, em Cascavel, no contexto das atividades de ascensão do Batalhão ao nível 2 do Sistema de Prontidão das Nações Unidas (ONU).

A fração é constituída por 50% de militares do sexo feminino, possibilitando a participação efetiva desse componente de acordo com as prescrições contidas no Manual do Batalhão de Infantaria de Força de Paz das Nações Unidas (UNIBAM, sigla em inglês), e conforme a Agenda Mulheres, Paz e Segurança do Secretariado da ONU. Sua missão é incrementar a consciência situacional do batalhão por meio do mapeamento e identificação de áreas vulneráveis e da população em risco em operação de paz.

Assim, em consonância com as prescrições da ONU, o Comando de Operações Terrestres (COTER), por intermédio do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), delineou com o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) atividades eminentemente práticas, evidenciando as capacidades, competências e habilidades necessárias para o desdobramento em Missões de Paz.

Fonte: CCOPAB
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui