Instrução com o Grupo de Desativação de Artefatos Explosivos

O Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais (BtlEngFuzNav) atendeu ao Pedido de Cooperação e Instrução (PCI) do Exército Brasileiro sobre Desativação de Artefatos Explosivos (DAE), no período de 8 a 12 de novembro. Cinco militares do Centro de Instrução de Engenharia, localizado no 2º Batalhão Ferroviário em Araguari (MG), realizaram, nas instalações do BtlEngFuzNav, instruções com o Grupo de Desativação de Artefatos Explosivos (GDAE) da Companhia de Pioneiros.

Os militares aprenderam sobre os equipamentos e procedimentos doutrinários empregados pelo GDAE do BtlEngFuzNav, incluindo planejamento e execução de ações de combate. Participaram também das instruções uma Equipe de Cães de Guerra da Companhia de Polícia, uma Viatura Blindada Especial sobre Rodas SR 8×8 PIRANHA, do Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais, e o Oficial de Intercâmbio do United States Marine Corps junto ao Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra, Major Bayona.

blank
Procedimentos de limpeza de vias em comboio operativo

O PCI possibilitou a troca de experiências entre os militares envolvidos nos adestramentos, contribuindo para o aprimoramento técnico, a atualização de conhecimentos e o incremento da interoperabilidade entre a Marinha e o Exército nas atividades DAE.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui