Base Naval da Ilha das Cobras
Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Cunha, e o Comandante da Base Naval da Ilha das Cobras, Capitão de Mar e Guerra Nelson Leite, durante o descerramento da placa alusiva à criação da BNIC

No dia 7 de dezembro, ocorreu, no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), a Mostra de Ativação da Base Naval da Ilha das Cobras (BNIC) e da Escola Técnica do Arsenal de Marinha (ETAM). A solenidade, presidida pelo Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra José Augusto Vieira da Cunha de Menezes, contou com a presença do Diretor Industrial da Marinha, Vice-Almirante (EN) Liberal Enio Zanelatto, e do Diretor do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, Contra-Almirante (EN) José Luiz Rangel da Silva.

Na ocasião, assumiu o cargo de Comandante da BNIC, o Capitão de Mar e Guerra Nelson de Oliveira Leite e o de Diretor da ETAM, o Capitão de Fragata (EN) Sandro Melo Marques.

A BNIC atuará como uma Organização Central dos Serviços de Intendência, em apoio às Organizações Militares (OM) subordinadas à Diretoria-Geral do Material da Marinha (DGMM) localizadas no Complexo Naval da Ilha das Cobras (CNIC). Dentre os benefícios advindos com a centralização, destacam-se a racionalização e padronização de processos, a economia de recursos humanos e financeiros, e a eficiência e o fortalecimento do controle interno. Essas ações permitirão que as OM do Setor do Material localizadas no CNIC concentrem esforços nas suas atividades-fim, concorrendo para a desoneração administrativa do AMRJ, e contribuindo assim, para o processo de revitalização daquele Arsenal.

A ETAM, cuja origem está ligada à história do AMRJ e à própria construção e reparação Naval no Brasil, atua, desde 1923, na formação profissional de técnicos e trabalhadores especializados. Desativada em 1992 e reativada em 2002, a Escola se renovou e a partir de 2018 se concentrou na capacitação do pessoal da MB em atividades industriais, conduzindo estágios de qualificação e cursos expeditos em diversas áreas. Com a classificação para Organização Militar, a ETAM permanece subordinada à Diretoria Industrial da Marinha, com o propósito de contribuir para a capacitação técnica de recursos humanos da Marinha do Brasil.

Escola Técnica do Arsenal de Marinha
O Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Cunha, o Diretor Industrial da Marinha, Vice-Almirante (EN) Liberal, e o Diretor da Escola Técnica do Arsenal de Marinha, Capitão de Fragata (EN) Sandro, durante a assinatura do Termo de Ativação da ETAM

Fonte: Nomar

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui