Atuação das Forças Armadas é tema de audiência pública em comissão do Senado

blank

Por Mariana Alvarenga

O Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, e os Comandantes das Forças Armadas participaram de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado Federal (SF), nesta quinta-feira (29). A reunião ocorreu por solicitação da presidente da CRE, senadora Kátia Abreu. De acordo com norma regimental da Casa, os Ministros da Defesa e das Relações Exteriores devem prestar contas, à essa Comissão, de suas respectivas Pastas.

Na ocasião, Braga Netto, os Comandantes da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, do Exército, General Paulo Sérgio Nogueira, e da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, foram ouvidos pelo colegiado da CRE, que participaram virtualmente do evento.

Em sua apresentação, Braga Netto frisou a missão constitucional do Ministério que comanda. Ele destacou a defesa da pátria e a garantia dos poderes constitucionais. O Ministro relatou as operações, projetos e programas desenvolvidos, entre os quais a Operação Ágata, de combate a ilícitos transfronteiriços, e o Programa de Atletas de Alto Rendimento, o PAAR, que conta com 52 atletas classificados para as Olimpíadas de Tóquio.

Ele citou ainda a Operação Covid-19 de enfrentamento ao novo coronavírus, o apoio às comunidades indígenas e à vacinação da população brasileira. Por fim, lembrou que as Forças Armadas são instituições que contam com grande confiança da sociedade. “Contribuem para o desenvolvimento e a paz social. A Defesa e as Forças Armadas são o principal seguro que o país tem”, enfatizou.

Marinha

Após a explanação do Ministro, o Comandante da Força Naval destacou que a Marinha exerce múltiplas funções, como o compromisso internacional de salvaguarda da vida humana no mar, na fronteira marítima brasileira. “Temos também pesquisadores brasileiros na Antártica, que realizam diversos estudos”, mencionou.

Os programas estratégicos da Marinha, como o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), o Programa Nuclear da Marinha (PNM) e o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) foram citados na apresentação do Almirante Garnier. “Juntamente com o Exército e Força Aérea, buscamos criar condições tanto de pessoal quanto de material para que as ameaças previsíveis sejam contrabalanceadas e que os recursos do contribuinte brasileiro sejam muito bem empregados”, finalizou.

Almir.jpg

Exército
O Comandante da Força Terrestre pontuou que o Exército “está em constante evolução e existe para defender a pátria”. Ele citou as missões de paz, o apoio à defesa civil, a distribuição de água no semiárido nordestino, a construção de estradas em cooperação com o governo federal, entre outras ações. Os projetos estratégicos, como do Guarani, de veículos blindados, o Sistema de Monitoramento da Fronteira (SISFRON), o Programa Astros 2020, as defesas antiaérea e cibernética também foram relatados.

O General Paulo Sérgio ainda citou que o envolvimento no combate à pandemia também é executado pelo Exército. Ele citou a vacinação indígena, as desinfecções de locais públicos e as doações de sangue, entre outras iniciativas, e reforçou o papel de destaque na defesa da Pátria e na garantia dos poderes constitucionais.

paulo sérgio.jpg

Aeronáutica

O Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior destacou os conceitos que norteiam a Aeronáutica: defender, controlar e integrar, relacionados com o desenvolvimento dos projetos da Força Aérea. Ele lembrou que o uso da aeronave KC-390 Millenium, durante a pandemia, “tem superado, e muito, o esperado na sua idealização. Já exportamos para Hungria e Portugal e é o avião mais moderno de sua categoria”, reforçou. A aeronave multimodal tem sido empregada no transporte de vacina e fornecendo apoio à saúde no enfrentamento à Covid-19.

O apoio à sociedade civil com iniciativas como o combate ao desmatamento e a incêndios florestais, bem como o transporte de órgãos para transplante foram mencionados. O Comandante da FAB ainda defendeu a importância do uso dos “satélites para a defesa das fronteiras e coibir o tráfico, possibilitando que estejamos em todo o território brasileiro”, reforçou.

baptista junio.jpg

Os senadores da CRE dirigiram diversos questionamentos de interesse público ao Ministro e aos Comandantes das Forças Armadas, que esclareceram as dúvidas dos parlamentares. Ao fim da audiência, o Ministro da Defesa agradeceu a oportunidade de mostrar o preparo e as necessidades das Forças Armadas e a importância da defesa para o País. “Neste momento de pandemia, nós precisamos de união. Estamos voltados para a vacinação, prontos para colaborar com o que for necessário. A sociedade pode contar com as Forças Armadas”, concluiu.

geralzona.jpg

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Antonio Oliveira

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Receba nossas notícias em tempo real através dos aplicativos de mensagem abaixo:

blank
WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui