General Câmara (RS) – No período de 13 e 17 de junho, o Arsenal de Guerra General Câmara (AGGC) realizou a entrega de obuseiros 155 mm M114 AR e 105 mm M101 AR revitalizados ao 3º Batalhão de Suprimento, a serem distribuídos às unidades de Artilharia do Exército.

O processo de revitalização teve por objetivo aumentar a disponibilidade do material dos Grupos de Artilharia de Campanha. Após a execução da manutenção recuperadora na oficina de armamento pesado da unidade, os obuseiros foram encaminhados ao Campo de Instrução de Butiá para a realização do tiro técnico.

Além dos obuseiros, foram entregues pelo AGGC fuzis 7,62 mm M964 (FAL), metralhadoras .50 M2 Browning, pistolas 9 mm Beretta, lança-granadas 36 mm e placas reforçadoras de solo, para posterior distribuição às diversas organizações militares da Força Terrestre.

O AGGC, organização militar diretamente subordinada à Diretoria de Fabricação, tem por missão a manutenção, a recuperação e a fabricação de Materiais de Emprego Militar (MEM). Atualmente, o Arsenal de Guerra realiza a manutenção de armamento pesado e de armamento leve, a fabricação das peças de material de engenharia (pontes, portadas, passadeiras e placas reforçadoras de solo) e a fundição de liga cobre-zinco (latão).

Fonte: AGGC

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui