Google News

Uma vez no ano os portões laterais da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) se abrem, seja para dar as boas-vindas aos cadetes que chegam, seja para se despedir daqueles que aqui conquistaram o posto de Aspirantes a Oficial.

A AMAN realizou neste sábado, dia 06 de fevereiro de 2021, a Entrada dos novos cadetes. Neste ano, 433 alunos oriundos da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), em Campinas (SP) receberam o título de cadete na bicentenária Academia. Eles integram a Turma Bicentenário do General João Manoel Menna Barreto e chegaram à Academia, oficialmente, no dia 27 de janeiro de 2021.

E, neste sábado chuvoso, tiveram a oportunidade de celebrar juntos aos irmãos de turma a conquista de mais um passo em sua formação.

A solenidade contou com as seguintes autoridades: o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva; o Diretor de Educação Superior Militar, o General de Divisão Jorge Cardoso Martins;  Major-Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita; o Comandante da AMAN, General de Brigada Paulo Roberto Rodrigues Pimentel, o Comandante da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), General de Brigada Marcio de Souza Nunes Ribeiro; o Prefeito de Resende,  Diogo Gonçalves Balieiro Diniz, dentre outras autoridades militares e civis.

Por conta da pandemia da COVID-19, o número de convidados foi restrito e todos permaneceram de máscara.

Durante a cerimônia, o Gen Pimentel ressaltou  o momento de grande alegria aos novos cadetes e os aconselhou que nenhuma etapa passe despercebida. “A tarefa que nos cabe selecionar o corpo de oficiais é árdua.  Afinal, aqui cultuamos o amor à pátria, a honra e a responsabilidade. Ao cruzarem esses portões, um novo caminho terá início e ele lhes cobrará dedicação. Portanto, disciplinem-se para poderem disciplinar ao outro”, destacou o Gen Pimentel.

Em seguida, General Tomás também fez uso da palavra e destacou que se trata de um rito muito importante, o qual ele passou em 1978. “Tudo acontece  para forjar o caráter militar de futuros oficiais que irão trabalhar em prol da pátria. Cabe a nós salvaguardar a população o tempo todo”, destacou.

Por tradição,  o aluno de menor idade da nova turma, Eduardo Melnick Gonçalves, recebe a chave do cadete mais novo da turma do 2º ano, Anderson Adonis Faria da Cruz Junior. Após este rito, Melnick fez a abertura  do “Portão dos novos cadetes”: um pequeno portão que fica ao lado direito do portão principal.

Os novos cadetes realizaram o primeiro desfile solene na Esplanada Ministro Dutra (retão da Academia) rumo à tão sonhada estrela de oficial.  Em seguida, assistiram a uma palestra no Teatro General Leônidas.

 A AMAN é a única Academia Militar do Brasil que forma oficiais combatentes de carreira.

Um orgulho para os pais da agora cadete Alexia que, mesmo em sua jovialidade, já tem definido o futuro que a aguarda. “A Alexia é filha única e não somente serve como referência para nós, que somos os pais dela, como também para os demais jovens que são seus amigos. Todos  se encantam pela carreira e também pela história construída por esta Academia ao longo de tantos anos”, afirmou a mãe Rossieni Oliveira.

A turma que ingressou na AMAN, este ano, irá concluir a sua formação 2024.

blank blank blank blank blank

Fonte: AMAN

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui