Agricultura lança programa para financiar irrigação no Nordeste

blank
Imagem: Agência Brasil

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou nesta quinta-feira (29) o Programa de Fomento à Agricultura Irrigada do Nordeste (Profinor). A iniciativa pretende aplicar R$ 900 milhões entre 2021 e 2024 para a implantação de projetos de irrigação ou expansão e aperfeiçoamento de áreas que já contam com esse sistema na região. O agente financeiro do programa será o Banco do Nordeste, por meio de recursos do Fundo Constistucional do Nordeste (FNE).

Principal produtor de frutas frescas do país e responsável por 80% das exportações do setor, a Região Nordeste tem um quarto da área irrigada do Brasil, mas ainda pode expandir essa participação.

“O Nordeste tem um enorme potencial agropecuário, mas é limitado pelas suas dificuldades hídricas. Historicamente, a região tem sofrido muito com esses problemas, que atinge também o norte dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, e prejudicam sobremaneira os produtores rurais dessas regiões, especialmente aqueles pequenos e médios, cujos recursos são geralmente escassos”, afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante o evento de lançamento do programa, que foi transmitido pelas redes sociais da pasta.

Segundo o Banco do Nordeste, o Profinor oferecerá aos produtores prazos adequados e menores taxas, por meio de linhas de financiamento já existentes, como os programas de financiamento à agropecuária irrigada (FNE Irrigação), de financiamento à sustentabilidade ambiental (FNE Verde), de Financiamento à Inovação (FNE Inovação) e de Financiamento a Projetos de Energia Solar (FNE Sol).

Além disso, destacou a ministra, os produtores contarão com assistência técnica especializada para viabilizar os projetos. “Pequenos e médios produtores poderão ter acesso facilitado tanto a recursos para implantação ou expansão de projetos de irrigação e drenagem, como à assistência técnica especializada para que os projetos sejam economicamente viáveis e ambientalmente sustentáveis”, afirmou Tereza Cristina.

O Profinor também vai financiar projetos de energia solar e eólica em propriedades rurais e tem como meta promover a regularização fundiária de 150 mil propriedades rurais na região, a reconversão de 8 mil hectares de áreas degradadas e o incremento de 80 mil hectares em área irrigada, pelos próximos quatro anos.

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Receba nossas notícias em tempo real através dos aplicativos de mensagem abaixo:

blank
WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui