blank

Google News

A Academia da Força Aérea (AFA), sediada na cidade de Pirassununga (SP), recebeu, nessa quarta-feira (19/01), os 136 alunos provenientes da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), localizada na cidade de Barbacena (MG). São 125 Aviadores, sete Intendentes e quatro de Infantaria, que se unem aos estagiários civis recebidos na semana passada, advindos do Exame de Admissão aos Cursos de Formação de Oficiais, completando assim o grupamento de 214 estagiários para o Estágio de Adaptação Militar (EAM) 2022.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

A Comandante do Primeiro Esquadrão da AFA, Capitão Intendente Graciella Seibert Lyrio, recepcionou os novos estagiários, demonstrando os princípios básicos desta Academia, como o respeito, a disciplina e a cordialidade. “Este momento representa um novo enfoque na carreira militar dos alunos egressos da EPCAR, pois, aqui na Academia da Força Aérea, eles receberão todo o arcabouço de conhecimento técnico, militar e doutrinário que os tornarão aptos ao oficialato.blank O EAM proporcionará a integração dos futuros cadetes, de origens e trajetórias distintas, com vistas a se tornarem uma turma com identidade única, alicerçada pelo espírito de corpo”, ressaltou.

Os jovens que ingressaram hoje na AFA para o EAM compartilharam suas expectativas para esse momento tão aguardado. “A expectativa é alta, pois será um novo desafio em nossas vidas, mas será enfrentado com garra e determinação”, disse a estagiária Maria Carolina Araújo Brandão.

Assim como ela, Lucas Meneeghini Tonholo da Silva compartilha do mesmo sentimento. “Com a graça de Deus, tenho certeza de que venceremos mais essa etapa e alcançaremos o objetivo tão almejado de se tornar um Oficial da Força Aérea Brasileira”, complementou o estagiário.

blank“Estou feliz por deixá-lo em um local muito bom. Tenho a certeza de que será uma experiência incrível para o meu filho. Embora seja triste o momento de despedida, sabemos que o esforço valerá a pena”, disse o senhor Willians Caetano Pereira, pai de um dos estagiários.

Segundo o Comandante do Corpo de Cadetes da Aeronáutica, Coronel Aviador Celso Eurico Fleck, ser militar é um sacerdócio 24 horas por dia. “Hoje, os senhores se juntam aos estagiários civis, que já estão há uma semana se adaptando ao EAM, e é esperado dos senhores o apoio mútuo, pois aqui somos uma família, unindo esforços para conseguir executar a missão de forjar os futuros líderes da Força Aérea Brasileira”, reforçou.

Durante todo o processo, foram reforçados os cuidados para evitar a disseminação do Coronavírus: “Desde a chegada à AFA, os establankgiários passaram por uma triagem, cujo protocolo de segurança visava minimizar a propagação da COVID-19. Foi verificada a temperatura corporal, feita uma análise sintomática e o preenchimento de um questionário, respondido previamente via internet”, informou a Segundo-Tenente Enfermeira Fernanda Zumstein Georgetto Baboni, do Esquadrão de Saúde de Pirassununga (ES-YS).

No Estágio de Adaptação Militar, os estagiários começam a jornada para o tão almejado posto de Cadetes do primeiro ano da AFA. Serão 40 dias de entrega e disciplina, que provarão sua resiliência até a cerimônia da entrega de Platinas.

Foto: Soldado João Oliveira / AFA