A Defesa Cibernética e as Infraestruturas Críticas Nacionais

Google News

A impressionante evolução experimentada pela Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC), a partir da segunda metade do século passado, trouxe consigo a internet e, com ela, a Era da Informação, que já está cedendo seu lugar à Era do Conhecimento.

Tal situação, não obstante os inquestionáveis benefícios conferidos pela agilização do processo decisório e pela circulação da informação em tempo real e em nível mundial, paradoxalmente, torna as pessoas, as organizações e os Estados-Nação altamente vulneráveis a um novo tipo de ameaça, a cibernética, que desconhece fronteiras e tem potencial para causar grandes prejuízos financeiros, paralisar as estruturas vitais de uma nação e, até mesmo, indiretamente, ceifar vidas.

O espaço cibernético constitui um novo e promissor cenário para a prática de toda a sorte de atos ilícitos, incluindo o crime, o terrorismo e o contencioso bélico entre nações, caracterizado pela assimetria, pela dificuldade de atribuição de responsabilidades e pelo paradoxo da maior vulnerabilidade do mais forte.

O Brasil, como país emergente que busca um lugar de destaque no cenário internacional contemporâneo, não poderia ficar alheio a esse quadro de incertezas que caracteriza a atual conjuntura internacional relativa a esse tema. Assim sendo, a Estratégia Nacional de Defesa (END), de 2008, definiu os três setores considerados de importância estratégica para a defesa nacional, quais sejam: o nuclear, o espacial e o cibernético.

Nesse contexto, a Segurança e a Defesa Cibernéticas surgem naturalmente como imperativos de proteção das infraestruturas críticas da informação associadas às infraestruturas críticas nacionais do Estado brasileiro.

Apresentar a visão do Exército Brasileiro sobre a proteção das infraestruturas críticas nacionais no contexto da Segurança e da Defesa Cibernéticas constitui o objetivo deste artigo.

Leia o artigo completo clicando no link seguinte: http://www.nee.cms.eb.mil.br/attachments/article/101/cibernetica.pdf

Autor: Paulo Sergio Melo de Carvalho

General de Brigada do Exército Brasileiro – 2o Subchefe do Estado-Maior do Exército (e-mail: [email protected])

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Comments are closed.