O 3º Batalhão de Engenharia de Construção (3º BEC) entregou 11,44 km de rodovia, dos 16,36 km contemplados no contrato de restauração da BR-135/MA. Com a atividade, foi cumprida a meta estabelecida no contrato de objetivos proposto para o ano de 2020.

A BR-135 é a única via de acesso rodoviário à capital maranhense. Na obra, executada pelo 3º BEC e coordenada pelo 1° Grupamento de Engenharia,  em João Pessoa (PB), quase 200 militares trabalham para aumentar a capacidade de tráfego da rodovia, facilitando o escoamento da produção regional e oferecendo maior segurança aos usuários.

A iniciativa é fruto do Termo de Execução Descentralizada celebrado entre o Exército Brasileiro e o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e tem como objetivo a adequação da capacidade de tráfego no Lote 1, localizado entre as cidades de São Luís e Bacabeira, ambas no estado do Maranhão.

A atividade promove o desenvolvimento nacional, em particular da Região Nordeste, e permite o adestramento permanente dos militares de Engenharia.

blank

Fonte: 3º BEC
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui