24 Parques Naturais, entre eles o Jalapão e Ibitipoca nas mãos da iniciativa privada

blank

Google News

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, tem a proposta de até o final deste ano (2021), estruturar uma série de propostas de concessões de parques naturais para a iniciativa privada. Atualmente, os Parques Naturais são de responsabilidade do Governo.

O BNDS entrou em acordo com os estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Tocantins, visando os Parques como Jalapão (TO), Ibitipoca (MG), Rio Doce (MG) e Dois Irmãos (PE) entre outras unidades de conservação. Ao todo, o contrato foi firmado com seis estados em um total de 26 parques.

O BNDS ainda tenta concretizar contratos com mais três estados, todos com o foco na exploração do turismo sustentável, preservação ambiental e desenvolvimento da economia local.

A previsão é que as privatizações ocorram a partir do final deste ano e encerramento em 2022.

Chapada Diamantina - 24 Parques Naturais, entre eles o Jalapão e Ibitipoca nas mãos da iniciativa privada

Preservar e promover

As concessões estão previstas dentro do conceito da preservação, exploração turística e alavancar a economia local, com turismo sustentável e divulgação das unidades. Desta forma, retirando os altos custos de manutenção do governo nestes locais e possibilitando respostas imediatas na prevenção a queimadas e desmatamento.

Um caso de sucesso de concessão e espelho para estas novas concessões é o Parque Nacional do Iguaçu.
Parque Nacional do Iguacu - 24 Parques Naturais, entre eles o Jalapão e Ibitipoca nas mãos da iniciativa privada

Fonte: BNDS
https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/transparencia/desestatizacao/cadastro-consultores/rfi-03-2020-concessoes-de-parques-naturais

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui